sábado, abril 25, 2015

Nem baleia, nem sereia!

(Porque as duas expressões são ridículas.)

Faz um mês hoje, comecei uma atividade física legítima, real, regular, onde pessoas além de mim sabem que aquilo com certeza é um exercício.

Um tempo atrás, em mais uma escrita na qual eu reclamava da vida e de depender de fatores incontroláveis pra começar a academia, a Companheira Cristina me deixou uma dica: lá, no bairro dela, tinha uma atividade física que não costumava pedir atestado médico. Você, que não é a Cristina, pode adivinhar qual atividade essa é? Dou uma dica: quando pensa-se nela, a primeira coisa que vem à cabeça é um bando de velhinhas de maiô, toquinha e macarrão de piscina pro alto.

...Se você pensou em hidroginástica, acertou!

Assim que li a dica da Companheira, abracei aquela ideia. De repente, aqui também não precisaria de atestado! De repente, eu logo poderia fazer! Yay!

Passei uma semana com os pensamentos variando entre envergonhados, empolgados e sabotadores. Tinha a questão de eu vestir um maiô (vestir? Achar um pra comprar, primeiro!), a questão da turma só de velhas; nada contra as velhas (exceto aquelas que são tipo a minha mãe.  E contra os velhos, aqueles que são tipo o meu avô), mas você pode imaginar o tanto de coisa que passa na cabeça de uma jovem gorda de 24 anos ao se submeter à uma atividade "destinada" a terceira idade, quando queria estar passando tempo com gente jovem? Não pode fazer muito bem pra auto-estima sabotadora. Fora isso, tinha o fato que a danada da aula me custaria oitenta e cinco reais por mês! Oitenta e cinco.

Li muito sobre a atividade, me convenci, aceitei que era o que tinha pra mim naquele momento e fui até a academia pra saber mais. Lá, acabei conseguindo um precinho promoção!  Não porque pechinchei. Acredite, não tenho O MENOR talento pra isso. A promoção envolvia me comprometer com seis, eu disse s e i s, meses de aula. Que agonia! Seis meses fazendo isso? A t é s e t e m b r o fazendo isso?

Dias depois, eu estava resolvida. Naquele mesmo dia compraria um maiô, naquele mesmo dia começaria minhas aulas. Assim, tudo duma vez.

Depois de muito andar, fui encontrar maiô numa única loja. E minhas opções eram poucas: tinha um azul, bonito, mais pro ciano, com decote nas costas e corte bonito; tinha um preto liso e básico e tinha um outro azul, marinho-de-natação, que, ainda que G, a moça queria me empurrar. Não, obrigada, vou experimentar só mesmo esses dois GG aqui e torcer pra conseguir entrar :D Experimentei primeiro o azul, bonito. Tinha um bojo que era pequeno demais pros meus peitos e o decote das costas exibiria o sutiã que, naquele caso, eu teria que usar. Foi difícil (muito mesmo), mas consegui vestir o pretinho básico. A vontade foi de nem tirar, porque tinha medo de não conseguir vestir de novo, de tão apertada que tava ali dentro. Tava ótimo! Consegui um maiô e era isso que queria. Todo gordo tá cansado de saber que é a roupa quem nos escolhe, não o contrário. Eu estava satisfeita. Comprei esse, que levava o sutil nome de "maiô senhora".

Corri pra academia.

A sensação da espera foi ótima. Eu tinha uma academia! Aquele pensamento me abraçou e me senti extremamente fit bem.

Na aula, fiz todos os exercícios empolgadíssima. O horário estava cheio. Além de velhas, velhos e também umas três pessoas mais jovens. Adorei ver pessoas mais jovens! No dia seguinte, e mais ainda no final daquela semana, só sentia minhas pernas e, principalmente, panturrilhas. Ai!

Eu achava que hidroginástica não era pesada. Que não resultava em lá grandes coisas. Bobagem.

Semana passada, senti minha bunda meio dura. E ousaria dizer, até mais arredondada. — O que estava acontecendo? Essa semana, inspirada pelo amigo Atilio e sua Cãopanheira, fui caminhar com a minha amiguinha. No meio do passeio, arrisquei várias corridinhas. Com ela, é ótimo, porque toda a vergonha some. Corria olhando pra ela, incentivando, e, pra quem tava de fora (muito me importa), eu estava só correndo com a cachorrinha. Foi ótimo! Quis fazer sempre, mas a tadinha voltou cheia de carrapatos. A questão é: cheguei em casa, olhei no espelho e me vi vermelha! Bem vermelha. A gordinha da 6ª série na educação física. Só que, agora, me sentia feliz, ao invés de envergonhada. Que prazer nas bochechas vermelhas! E ali, contemplando a rubidez, me caiu a ficha: eu tinha corrido, mais que qualquer dia anteriormente, e... não estava cansada! Não podia acreditar naquilo. Que felicidade! Era sério aquilo? No dia seguinte, voltei pra rua, pra tirar a teima. Não é que eu conseguia mesmo? Fiquei extremamente impressionada com esse novo condicionamento físico que a hidro havia me dado. Não é necessário dizer — mas vou, porque sou assim  que, obviamente, não estou cem por cento ainda. Não é milagre, é melhoramento. E eu tô tão feliz com esse melhoramento, que vocês nem sabem! Ah! Meus músculos da perna também estão levemente durinhos, já sinto. Talvez esteja louca! Eu sei lá se um mês de exercício na água traz resultado! Talvez esteja louca. Mas não estou não :D

Não sei o que vai ser depois dos seis meses. Mas, até lá, vou pras minhas aulas de muito bom grado! É ótimo. Coloco força, dou o meu melhor. Cansa bastante. Deixa os músculos durinhos. Me ajuda a correr. Só vantagem. :D

Fico contando as horas, literalmente, pra entrar naquela piscina.

10 comentários:

  1. Ao ler o início ouvi na minha cabeça o título cantado e o que está entre parêntesis naquelas vozes secundárias de fundo, tipo coro :P
    Que bom :D ainda bem que arranjaste uma alternativa, no entretanto.
    Isso é estereótipo, não conta :P não te deixes intimidar por isso! Já vi v´rias pessoas novas que faziam hidroginástica... E se os «velhotes» fazem é porque faz bem :D
    Deve ter sido uma epifania :P que boa sugestão (e em boa altura)!
    Comparando ao preço de alguns ginásios não é mau, mas é carote... A quantas aulas por semana tens direito?...
    Agora é assim, sempre que se vai fazer alguma coisa faz-se pesquisa na internet antes... Tornou-nos a todos uns investigadores privados :P
    Também não tenho talento para regatear nada! Não sei, não tenho lata. Mas é muito bem que tenhas conseguido esse preço promocional :D compromisso forçado :P mas é bom :D
    Os fatos de banho não são a peça de roupa mais favorecedora para a maioria das pessoas... E são muito justos, claro. Mas ainda bem que encontraste um :D
    Porquê fit riscado? Também tens direito a usar a palavra! Ela já é «overused» e tudo :P
    Vêês, jovens também :D não é bem o que «se diz», ainda dá para ser um óptimo exercício. Mexer dentro de água cansa, é preciso imensa força... Mesmo parecendo que não. E pode mexer muitos músculos! Depois cada um também adequa a intensidade, claro :)
    Uau, já há resultados? :D
    Provas bem palpáveis de que a hidro resulta ;) que bom :D adoro quando faço algum desporto sem ser corrida e o condicionamento resultante se mostra na corrida. Faz parecer que é mesmo... sei lá, «a sério», oficial, produtivo. :P
    Só te apercebeste do pouco cansaço no fim? haha :P
    (Mas acho que também devias dar uns creditozinhos à cadela! haha :P)
    «Carrapatos» é uma palavra engraçada :)
    O cansaço pós-exercício é muito agradável :D não vale a pena ter vergonha do aspecto, fica tudo assim :P
    Num mês pode sim haver resultados, e eu acredito plenamente que haja ;) parabéns por tudo :D
    (Não te deixes é ficar frustrada se o peso descer lentament, podes estar a ganhar músculo...)
    Depois de 6 meses há-de ser igualmente bom ou melhor, com a hidroginástica ou com outra coisa qualquer :)
    Adoro essas situações em que nos apaixonamos por uma atividade/produto/coisa que parece só ter benefícios :D Que bom que encontraste uma! Melhor do que exercício físico só um de que se goste... :D
    (Gostei de ler este post animado e alegre :D)

    ResponderExcluir
  2. Eita estamos em sintonia, nova atividades, novos ganhos. A inspiração foi trocada, vamos dizer que você plantou uma sementinha aqui em minha mente, vou regar ela e quem sabe não te acompanho neste mundo de águas e fortalecimento muscular. A não deixe os carrapatos tirar a alegria de sua cãopanheira te acompanhar nas caminhadas/corridinhas é tão prazeroso a troca com eles. Show de bola seu texto e o poder dele nos motivar. Lindo.

    ResponderExcluir
  3. Não tem melhor exercicio no mundo do que feito na agua... Pode acreditar! Atividade fisica na agua cria musculos super oxigenados, guardam mais energia e dão mais explosão muscular! Tá ai o porque você tá se sentindo tão bem. Que bom ler essa postagem tão positiva! Quero te ler mais assim, pra cima! Aguente firme esses meses que vem pela frente, nada como essas pequenas melhorias pra nossa vida ter um sentido totalmente diferente...
    Força ai! Sai daqui até com mais vontade sabia! ´Foi você, transbordando coragem!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Que legaaal! Olha, eu fiz aulas de aeróbica e step com o grupo das senhorinhas por meses, ok? Muitas me punham no chinelo, confesso, hahahaha... O que importa é fazer alguma atividade fisica, mexer-se, liberar as endorfinas. É tão gostoso que a gente se pergunta porque não começou antes!

    Sucesso pra vc gata!


    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Que maravilha, companheira!
    Um rotina bastante disciplinada é a chave para a hidro. Vicia a gente saber que aquele horário é só nosso, onde temos o prazer de nos cuidar. Fico grata por me citar e feliz por ter dado certo.
    A corridinha no lusco-fusco (seja ao amanhecer ou entardecer) é ótima pelo anonimato e pelo frescor da penumbra.
    Quanto mais leve (trotinho funcional), menos precisamos mudar para caminhada e logo só ficamos na corrida mesmo. Dá um empoderamento tamanho! E sem contar que a gente fica suave, quase flutuante. É a maior delícia ver alguém correndo!

    Beijos festeiros

    ResponderExcluir
  6. Me lembro que quando eu tinha 10 anos meu médico mandou minha mãe me colocar na natação, naquela época era coisa de rico, mas sempre ouvi falar que exercício na água é muito bom.

    Quem sabe um dia eu me arrisque, estou pensando em colocar minha filhota pra fazer alguma atividade, ela tá gordinha, não quero que vá pelo mesmo caminho que eu.

    Sucesso guria.

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela sua iniciativa e que bom que está gostando da sua nova atividade! Deve ser muito legal poder ver os resultados e o quanto o exercício está te fazendo bem :3 Eu já tentei vários exercícios mas não consigo continuar, ainda mais se é na academia kk Mas em casa sempre procuro fazer algo(zumba, pular corda, abdominais) mas não é nada assim como a hidroginástica onde se pode ver os resultados mesmo. Fiquei animada ao ler seu post e sentir o quanto você está feliz, obrigada! Vou seguir seu exemplo e me esforçar hoje também.
    Beijo e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  8. Oiii amei seu post, muito motivador. As coisas só acontecerão se dermos oportunidade. Continue firme e eu quero estar por perto para ler você dizendo o que alcançou em setembro!!! Um super beijo!
    Estou te seguindo!!!
    ;*

    http://www.simplesmentemandinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Nossa, flor, que legal!
    Adorei ler o texto e adorei ver você se empolgando com algo!
    O maior benefício não é ser sereia ou deixar de ser baleia (até pq elas são magníficas), o melhor benefício é essa felicidade que você viu no espelho!
    Por mais dias assim para você!
    Por mais dias assim para mim.
    Ah... que bom que gostou dos meus cabelos cor de rosa! *-*
    Cheiro, flor... e corra para a piscina! :D

    ResponderExcluir
  10. Ah, eu espero de verdade que vc curta cada vez mais essas aulas e descubra que as velhinhas e velhinhos podem ser super incentivadores! Digo isso porque já fiz aulas de hidro e muitas vezes chegava baixo astral, com vergonha do peso, do maiô...e foram eles que me animaram e me mostraram que existem coisas muito mais importantes, eles estão lá pela saúde, não te julgam como acontece nas academias e ainda por cima, são super animados, eu morro de saudades! Adorei teu cantinho aqui, volto mais vezes! bjos

    ResponderExcluir

Receba os novos posts por e-mail!