quarta-feira, julho 29, 2015

Julho

Oi, blog. Deixa eu falar contigo, deixa eu parar de te evitar (mesmo que subconscientemente).

Eu não engordei. Não recuperei meus 35 quilos perdidos. Também não estou num efeito platô. Eu tenho um novo peso, 122-124kg. Em semanas mais gordinhas, 124, em semanas mais magrinhas, 122. E é isso. Eu assumi essa verdade. Tenho um peso "fixo". Bom pra mim! Não engordei tudo de novo e não estou engordando.

Precisava aceitar essa verdade. Essas. Tenho um peso fixo E preciso deixar pra lá a história dos 35 quilos perdidos. Sim, eu perdi. Sim, foi legal e eu me superei e nunca achei que seria capaz disso. Sim, todo mundo já viu. (Aliás, quanto mais pessoas sabem, menos importância tem, mais acomodada na história de sucesso passada, fico.) Next. Aquela eu de 155 quilos já não existe! Preciso é saber lidar com essa aqui de 122 e seguir adiante com ela. Eu já sou outra pessoa. Eu tenho uma outra realidade, agora. E ela continua gorda. Chega de viver o sucesso do passado e só. Preciso de sucesso atual. A cada dia, a cada semana. Infelizmente, não vai dar pra continuar contando progressivamente até chegar aos 40, 50kgs perdidos. Deixa que, no final, eu conto os números todos juntos.

Eu sabia que precisava aceitar. Aceitei, então! Vou recomeçar. Peso 122 e quero perder esses vinte-alguns até o fim do ano. Não sei se vai acontecer, mas, querer, eu quero.

A jornada da eu de 155kgs acabou. Não adianta forçar continuar ali, naquele trajeto. Pessoas mudam sempre, caminhos também. Que dirá o caminho de alguém que conseguiu, sozinha, perder tantos quilos de si.

A meta é a mesma, sempre vai ser a mesma. O caminho, no entanto, pode ser outro.

Por que não jogar o jogo da mente, se é ela que manda?

8 comentários:

  1. Gata, que bom te ver de volta!
    E que bom que vc se aceitou. Acho importante isso no processo. De posse do seu "novo" peso, agora você pode começar a reeescrever uma nova história. Do começo.

    Na torcida!

    Beijocão!

    ResponderExcluir
  2. Que bom rever velhos companheiros. Essa coisa de reajustar é mais que necessário e concordo em gênero, número e grau sobre a questão das mudanças e principalmente sobre as nossas próprias mudanças. Bem vinda sempre.

    ResponderExcluir
  3. Oi folha, eu entendo o sentimento... eu até renovei a minha régua de peso porque eu sempre via aquele tanto de peso perdido, mas não via diferença em mim. As vezes é bom recomeçar. Zerar tudo e criar outros caminhos pras nossas metas.

    Espero logo ver você falando dos seus objetivos a curto prazo, das mudanças que tem feito, das alegrias conquistadas nessa nova fase.
    Eu estou torcendo.

    ResponderExcluir
  4. Que alegria ver vocês aqui, falando coisas tão positivas! É ótimo ver que todo mundo passa pelo mesmo. E se adapta, e segue em frente. Vocês são uma força extra, queridos. Obrigada pelo carinho, sempre.

    ResponderExcluir
  5. Companheira! Oiêêê!
    O importante por ora, é que foram exorcisados, eliminados, abduzidos 35 KG - o equivalente ao peso médio de uma criança com DEZ anos. Muita coisa.
    Ruminar por um tempo esta "eu" de 120 kg é parte do processo. Caminhar em primeira marcha por vezes é necessário.
    Nada adianta uma louca estirada e perda de força do motor, obrigando uma marcha a ré. Tudo a seu tempo.
    Aproveite a marcha lenta para degustar teorias nutricionais que lhe chamem à atenção (eu cá estou "golosamente" estudando sobre jejeum intermitente).

    Beijos tranquilos!

    ResponderExcluir
  6. Oh, notícias tuas :D já tinha lido, por acaso. Finalmente ouvimos de ti ;)
    Normalmente ausência de blogs (especialmente de emagrecimento!) não é bom sinal, fico mesmo feliz por contrariares a tendência ;) que óptimas novidades!
    Acho que não precisas de esquecer a história do peso perdido, é relevante tanto para a tua vida como para o emagrecimento futuro. Não é como estares a começar do zero nesse peso, já não estás no início da batalha! Às vezes quando estou a fazer alguma coisa para completar um certo número (tipo repetições de um exercício) chego ao 10 e começo do 0 porque já sei que é para chegar a X, mas desmotivo logo :P
    «Gorda» é demasiado rudimentar para classificação. Já fizeste um progresso muito bom, e tu sabes. Gorda é relativo e muito pouco preciso, não sejas pessimista assim!
    ...Dito isto, percebo o que queres dizer, é mais fácil encarar assim para não deixar relaxar em prol de sucessos passados. É engraçado como falas da mentalidade como se pudesses fazer «reset» :P
    Jogar o jogo da mente, acabaste de transformar o emagradecimento numa missão à James Bond :D mas mais mental :P claro que é tudo questão de mentalidade... Fazes bem em tentar superar dificuldades de acordo com o que funciona para ti. Renovar o percurso é uma ideia gira :) dizem que dividir um percurso até uma meta longíngua o torna mais fácil, e entendo porquê. Mas lembrar conquistas também motiva... Seja o que for, que resulte. Boa sorte! ;)

    ResponderExcluir
  7. Adoro o teu blog. Não desistas NUNCA... Parabéns pelos 35 e olá aos (quase menos 20) pensamento positivo e Força!! Passa pelo meu blog :) beijinhos
    http://emagrecercomafi.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. Folhinha amada!
    Passei a tarde de ontem mergulhada nos seus posts que tanto amo e to aqui para te dizer isso! hahahaha estou atualizada!

    Adorei saber sobre a hidroginástica, é um excelente exercício!

    E me identifico (desde sempre) com os seus pensamentos... aceitar nosso peso fixo e recomeçar a partir dali é uma estratégia brilhante. Tô contigo nessa!

    Um beijo e continue na luta que vc é inspiração pura!
    <3

    ResponderExcluir

Receba os novos posts por e-mail!