segunda-feira, agosto 04, 2014

Sabores

Eu disse pra vocês. E eu não disse da boca pra fora. Depois de algum tempo se reeducando, quando você vai provar aquela comida maravilhosa, ela já não tem o mesmo sabor — De novo, não vale pra tudo, fique atento.

Desde que terminei o desafio dos dias sem jacar, tenho reexperimentado várias coisas. Deixa eu ver se consigo listar tudo que andei comendo até escrever esse post: doce de leite, beijinho, cachorro-quente, brigadeiro, risole de camarão, guaraná natural, mini salgadinhos fritos, lasanha congelada. Acho que foi isso.

Bom, vamos lá. O doce de leite eu já havia dito que não gostei. O beijinho estava maravilhoso! Beijinho de panela — meia lata de leite condensado e coco ralado. Maravilhoso. Mas me fez muito mal! Meia hora depois, já não existia vestígio dele em mim, vamos dizer assim. O danado me causou tanta cólica que, só se eu não fosse safada, teria parado por ali. Mas não. Era o décimo sexto dia, do post passado — eu estava extravasando. Mais tarde, fui fazer cachorro-quente. Logo após ter lido um pouco mais sobre nitrito e nitrato de sódio e seu potencial cancerígeno. O cachorro-quente estava normal. Não é uma coisa que eu ame muito, só mais uma gordice. Comi duas salsichas em um pão comprido próprio de cachorro-quente.

No dia seguinte, ainda me encarava, de dentro da geladeira, uma lata de leite condensado pela metade. Leite Moça, devo destacar a gostosura. Quis logo terminar com aquilo. Peguei a danada, juntei duas ou três colheres de achocolatado e me fiz um brigadeiro. Sem-graça! Demais. Papa de chocolate. Mingau. Não sei se foi a falta da manteiga... não sei. Mas provavelmente não, porque já fiz muito brigadeiro sem manteiga e me deliciava. Pois bem, não foi agradável. Ruim mesmo. Torcia a colheradas pra acabar.

Já era outro dia e eu havia ido me pesar. O peso continua exatamente o mesmo da semana passada — e eu só pude ficar agradecida por isso, visto que, ali, já tinha atacado tudo que citei acima.

Ainda no "me permitindo", sambando na cara do perigo, fui até minha loja de lanches favorita e peguei meu pedido de sempre: risole de camarão com guaraná natural da casa. "Hmm... o que houve aqui? Esse risole está meio salgado, não está? Deixa eu beber um pouco de guaraná..." — E quase engasgo em tanto açúcar. Não vou negar que estavam gostosos, dentro do possível. Afinal, era minha combinação preferida. Mas nem de longe era a gostosura de antes. Eram dois extremos tão intensos! O salgado, muito salgado e o refresco, muito, muito doce. "Eu adorava esse guaraná! Costumava pedir o copo maior! É sério isso?"— É.

Depois de todas essas experiências meio frustradas, insisti e comprei uma porção de mini salgadinhos fritos. Não estava nem aí, tá percebendo? Haha. Felizona da vida. Os salgadinhos... nhe... meh. Nada demais. Salgados, também. Nenhum prazer neles.

E, pra terminar, hoje almocei lasanha congelada. Fiz até um post sobre ela no instagram. Gostosa? Eu diria que "ok". Nada demais, também. Comeria 3/4 dessa lasanha no passado. Pra ser educada. Comeria tudo, se me deixassem. Ainda hoje, achei que comeria a metade. Que nada! Resisti e me servi apenas com 1/4 e me sinto saciada. O que me deixa muito feliz. :D

Engraçado que, dias atrás — entre uma jaca consciente e outra, planejando a próxima refeição, me peguei desejando comida saudável. "Ah... pizza dormida de café da manhã? Ah, não, quero uma panquequinha de aveia com morangos!" — Era tipo isso. Me surpreendi. Foi engraçado e satisfatório ver a nova eu mostrando a cara, marcando território, batendo o pé.

É incrível como a gente muda. Nosso paladar muda. Tudo muda. Até nosso organismo muda e reclama nas nossas escapadas. — Foi o caso do beijinho, a primeira grande gordice após 15 dias comendo pouco açúcar, pouco sal, pouquíssima gordura. O corpo se acostuma. Mais rápido, até, que a cabeça. Você fica aí lutando pra não pensar naquele x-tudo, naquele pedaço de torta, quando o corpo mesmo, não está nem aí mais. Já não sente a menor falta.

SIM, se a gente se reeducar, se adaptar, dá. Se a gente insiste, a gente se acostuma e o processo, logo, logo, se torna mais fácil. :)

24 comentários:

  1. Aí ce falou!
    Meu corpo sente muito mais do que eu mesma os efeitos das gordices, é impressionante como o saudável é mais agradável, em todos os sentidos.

    Esse final de semana fui a um casamento e comi vários salgadinhos, resultado do dia seguinte: dor de estômago. Pois é...

    Continue firme na sua RA! Estou gostando de ver seus posts poéticos e inspiradores. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, menina... só faz bem! Será que se a gente comer como os povos antigos, viveremos tanto quanto eles? :)

      Tá vendo só? Nosso corpo reclama!

      Muito obrigada, Rô! E eu estou gostando de ver você por aqui! (: Beijão!

      Excluir
  2. Então, Companheira, a gente muda quando realmente quer! E olha, você escreve tão bem que deveria se especializar em sopa de letrinhas.
    Estou de olho nesta reta numerada descendente... o meio está próximo.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Cris! Querer é essencial.

      Muito obrigada pelo elogio, fico feliz! :D

      E siiiiim, tá caminhando pro meio! Eba!
      Beijão!

      Excluir
  3. Doce de leite será leite condensado? Encontrei uma lista para nos entendermos na cozinha :) Depois publico.
    Eu também como estas porcarias... dá-me estes ataques de loucura 1 vez por mês. Continua, daqui a pouco tens o paladar mais adaptado a alimentos mais saudáveis, que te fazem sentir bem e saudável :) Continua cheia de força como tens estado! Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não! Haha Leite condensado (lata), cozido na panela de pressão, até vira doce de leite. O cremoso, que é o que falo no post (http://is.gd/zoqOF6). Também existem os sólidos (http://is.gd/O1hQGr). Eu adorei sua lista de diferenças Portugal x Brasil!

      Continuo, sim, querida Ana. E adoro me sentir comendo bem, saudável. Só ajuda!

      Beijo enorme!

      Excluir
    2. Segui os links, ajudou! Bjinhos

      Excluir
  4. Passo pela mesma situação. Agora posso dizer que não jaco acho que desde fevereiro. Mas comecei a dieta em setembro/outubro passado e no final do ano quis também dar aquela sambada na cara do perigo. Passei mal demais, ache tudo doce/salgado demais e desencantei. Claro, como vc disse, há coisa que continuam lá, delícias das delícias. Mas no momento minha barriga me incomoda mais que minhas lombrigas, rs...

    Bjs querida, obrigada pela visita de sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... é essa vida, a gente vai desencanando mesmo de umas coisas, de outras não tem jeito! "Focar na barriga, esquecer das lombrigas!" Vou adotar como lema. Hahaha

      Beijão, Denny! Bom ver você aqui.

      Excluir
  5. To te seguindo .. adorei o seu blog :)

    ResponderExcluir
  6. Muda sim, muda muito... Tb me assusto ainda quando ao invés de pão, desejo crepioca!!! Inacreditável até tempos atrás!!! Pizza tem sido um desejo e ao mesmo tempo uma decepção. Agora, simplesmente, não gosto de qualqueeer pizza, tem que ser especial... Antes eu comia qualquer tranqueira, dormia abraçada com pizza congelada e OK para mim! Bom ver que estamos no caminho certo, é difícil, tem seus deslizes, mas estamos mudando, então, é o que importa... Bjsss :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha... eu! "Dormia abraçada com pizza", "comia qualquer tranqueira" é muito eu. Sim, muito bom (inacreditável) ver que estamos no caminho certo!

      Muito obrigada pela visita! Beijooo!

      Excluir
  7. Menina mas vc jacou legal kkkkk Graças a Deus eu n gosto de doces então dificilmente sinto necessidade de um, ainda n comi aqueles salgadinhos hordurodos de antes pra saber como sera, mas qd como algo fora da Dukan oarece wue meu organismo da uma rejeitada como se n soubesse mais o q é aquilo e n quer kkkk Meu maior desejo hj é uma pizza de portuguesa mas estou me controlando firmemente pra n comprar.Os sanores realmente mudam , seu corpo parece n mais aceitar toda aquela hordura e o paladar fk mais exigente, eu antes da fieta n comia lacticínios, por exemplo, principalmente queijo, hj me delicio com ricota e queijo branco.
    As coisas mudam kkk Mas é uma mudança gostosa e saudável

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa os erros de português, estou quase sempre no ônibus qd leio seus posts kkkk então sai muita coisa errada

      Excluir
    2. HAHAHAHA, jaquei, menina! Ri demais do seu comentário. Sorte a sua, que não liga tanto pra eles! São meu mal!

      Mas, olha, com certeza você vai ter uma reação meio contrária a esses salgadinhos, quando/se um dia prová-los de novo. Mas é isso mesmo, o organismo muda bastante e não aceita. E você mudou bastante, hein! De não comer lacticínios a se deliciar com eles. Também nunca liguei muito pra queijos. Inclusive, achava ricota e cottage os piores. Dia desses, provei cottage puro na tapioca... nossa, que delícia. E, sim, é muito gostosa essa mudança toda! <3

      E não dá nada a digitação, eu mesma sou uma CAOS digitando no celular, dentro do ônibus OU fora dele. Hahahaha

      Muito obrigada por vir ler e comentar, sempre ♥ Beijão!

      Excluir
  8. Vigia mulher!!!

    do mesmo jeito que o corpo acostuma a ficar sem açucar, ele acostuma na velocidade da luz a querer açucar refinado de novo... cuidado hein....

    agora meu deus quanta gordice O.o

    to bege kkkkk

    vamos dar uma segurada ae hein.... kkkk

    agora que eu ja dei uma bronca vou falar o que eu fiz....

    eu estou em reeducacao neh benhê, 3 meses maneirando nas porquisses, antes eu comia 5 fatias generosas de pizza, hoje sao 2 fatias e empurradas......

    hj eu acordei feliz da vida, a balanca sorriu pra mim, 19 quilos eliminado *-* dai eu chego no trabalho e bummmmm a comida que eu mais amo no mundo FEIJOADA.... comi DOIS PRATOS GIGANTES COM FAROFAAAA..... nao fui pra academia no horario do almoco pq fiquei 45 minutos COMENDOOOO e depois me deu uma dor e enjooo, cheguei em casa e bummmmm TRES quilos acima de hj de manha buaaaa


    sou um super exemplo pra dar bronca nos outros neh? (olha a merda que eu fiz ) kkkkkkkkkkkkkk

    bjkss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi sim! Posso te dar bronca também? Hahaha

      Parabéns pelos 19kgs! Aqui já foram 22 (de muuuuuitos que ainda faltam!)

      Beijos :*

      Excluir
  9. Oie.. É isso aí, o importante não é estar sempre na linha, e sim mudar nosso olhar para com a comida. Outro dia tive uma experiência parecida, depois de um tempão sem sorvete, fui logo numa banana split enorme, e no fim, tipo, nem estava tão boa assim.. rsss.. Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo totalmente com você, Lia.

      Obrigada pelas palavras!
      Beijão!

      Excluir
  10. Eu concordo com você , não podemos nos privar de tudo . Quando eu tenho vontade de algo eu vou e como um pouquinho claro que dentro dos meus limites .

    Um mimo seu blog , beijooo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa, sem dúvidas, é a melhor saída, Pati! Controle.

      E muito obrigada <3

      Excluir
  11. Nosso paladar muda, dá sim para nos reeducar, devagar, constante, eu vivo na abstinência, pq quando eu começo não consigo parar, como e como, bom ou ruim eu mando pra dentro, isso que tenho um mini estomago, mas qdo eu acho que mereço passo o dia todo mastigando pequenas porções. Ai eu vejo como é ruim tal coisa e deixo de vez. vc não vai desejar mais esse tipo de experiencia e ai que percebe como mudou já. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tava nesses dias, Sil. Triste. Mandando tudo pra dentro.

      Beijo!

      Excluir

Receba os novos posts por e-mail!